voltar

SP tem semana de mobilização contra mosquito da dengue

18 de novembro de 2022

De 21 a 26 de novembro, Estado terá ações para conscientizar a população e para eliminar criadouros do vetor da doença


Uma semana de ações para engajar municípios, organizações públicas e privadas e a população para a prevenção da dengue, zika e chikungunya. Esse é o objetivo da Semana Estadual de Mobilização de combate ao mosquito Aedes aegypti, promovida pela Secretaria Estadual da Saúde a partir da próxima segunda-feira (21).

“A intenção é que seja realizada em todo o Estado uma grande força-tarefa para conscientizar e mobilizar a população da importância de tomar os devidos cuidados. Esse é o período ideal para essas ações para evitar o aumento de casos no verão, estação onde a proliferação do inseto é maior devido ao aumento das chuvas” explica a diretora do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) da Secretaria de Estado da Saúde, Tatiana Lang

Neste ano, foram registrados 317,9 mil casos de dengue e 274 óbitos, além de 768 casos de Chikungunya e dois de zika.

Entre as ações previstas estão mutirões de limpeza com eliminação de criadouros pela população, intensificação de controle em áreas críticas e imóveis de risco, considerados pontos estratégicos das ações, e ainda locais com grande circulação de pessoas, como escolas e unidades de saúde.

Recursos

Além destas ações, o Governo de SP liberou R$ 93 milhões para serem utilizados em ações de controle da dengue, zika vírus e Chikungunya, além de ampliar vacinação. Todos os 645 municípios foram beneficiados com os recursos, uma vez que, conforme diretriz do Sistema Único de Saúde (SUS), o trabalho de campo para combate ao mosquito transmissor de dengue compete diretamente a eles, que contam com o apoio do Estado.

Prevenção e cuidados

O enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti é uma tarefa contínua e coletiva. As principais medidas de prevenção são:

– Deixar a caixa d’água bem fechada e realizar a limpeza regularmente;

– Retirar dos quintais objetos que acumulam água;

– Cuidar do lixo, mantendo materiais para reciclagem em saco fechado e em local coberto;

– Eliminar pratos de vaso de planta ou usar um pratinho que seja melhor ajustado ao vaso;

– Descartar pneus usados em postos de coleta da Prefeitura.

Ao apresentar os sinais e sintomas, como febre, dores nas articulações, manchas vermelhas na pele, é importante procurar uma unidade básica de saúde para diagnóstico e tratamento adequados.